Faz pouco tempo que cheguei de Malta e já estou cheio de saudade daquele lugar e de tudo que vivi naquela ilhota, na verdade eu nem queria mais voltar…
Indeciso como sempre, em set/16 comecei a conversar com a Agência Mundi e por um tris eu não assinei aquele contrato, que me proporcionaria a maior experiência da minha vida. Mas o time da Mundi me deu força, e enfim eu fechei meio sem saber o que faria naquele lugar com meu inglês meia boca. O tempo voou, chegou o dia de ir e lá fui eu sem acreditar que aquilo estava realmente acontecendo.

18698253_10213187132261705_296608625628420030_n
A chegada, sempre cercada de receio e perrengues – o que eu vim fazer aqui? rsrsrsrss – mas logo eu descobrir as possibilidades daquele lugar, e que pra aprender inglês, além de muito estudo, precisamos dar a cara pra bater e perder a vergonha, falar mesmo que esteja errado, ser corrigido pelos amigos, pagar um mico aqui, outro ali, afinal todos estamos lá pra aprender e pra aproveitar.

18619945_10213187133061725_8960438396919443935_n
Falando em aproveitar, que lugar é aquele? Incrível. Aproveitei cada dia como se fosse o último da minha vida – e cada noite também – fiz inúmeras amizades, algumas até inusitadas e já estou com saudades de todos inclusive. Conheci cada cantinho daquelas ilhas, a pé, de busão, no frio de tremer, com minha mochila nas costas…não sentia cansaço, aliás, sentir até sentia, mas não dava tempo de pensar nele, e muito menos em parar por conta dele, mesmo em meio a outras tarefas diárias como cozinhar.

Posso dizer que foi a experiência mais intensa e incrível da minha vida. De volta ao Brasil agora é hora de botar a cara nos livros e praticar!
Sobre Malta, eu vou voltar ali, com fé em Deus…por que aquele lugar me ganhou completamente, de corpo, alma e coração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *