Conheça mais a nossa Consultora Mundi Naiane, que também já foi exploradora.

nai malta 5

Sempre gostei muito de viajar, minha mãe diz que com 3 anos eu já viajava pelo menos umas 4x por ano para Recife, mas claro que eu não lembro disso. rsrs

 Eu já fiz outros intercâmbios culturais, mas para Malta foi o meu primeiro intercâmbio para estudar inglês! Ainda com o nível básico, passei por ‘poucas e boas’, mas foi isso que fez com que eu crescesse. Estava entrando no último semestre da minha faculdade e resolvi usar as férias para passar 2 meses em Malta. Foi uma decisão um pouco que por impulso, mas foi uma das melhores decisões que eu já tomei.

Malta é um pequeno pais cheio de histórias e pessoas acolhedoras, além de uma cultura bem peculiar, que faz com que seja um ótimo lugar para quem está pensando em estudar inglês sem gastar tanto.

Na escola em que estudei havia pessoas de todo o mundo, até de lugares que eu jamais imaginaria conhecer. Foi um choque de cultura, costumes e de língua. Em dois meses eu desenvolvi bastante o inglês, como nunca tinha desenvolvido no Brasil, pois as aulas eram intensas e não podíamos falar nenhuma palavra em português dentro da sala de aula. As vezes quando não entendíamos, os professores usavam de todas as formas possíveis para nos ensinar (até mimíca!). Era tudo bem descontraído e eu consegui perder toda a minha vergonha de falar inglês, mesmo que as vezes errado, pois sabia que todos que estavam ali estavam no mesmo intuito.

Eu compartilhei quarto com uma russa e com uma turca. Cada uma tinha o seu jeito próprio de guardar a sua roupa, de entrar no quarto etc.. Mas estávamos ali para além de aprender a língua, conhecer e viver uma cultura diferente. E isso era fantástico, por mais que no início a comunicação fosse um pouco difícil entre nós, no final, já ríamos e também saíamos para comer/beber aos redores de St. Julians – a cidade que morei.

nai malta 4

Gozo é uma sub-ilha que pertence a Malta, onde foram gravadas cenas de GOT e do filme o Conde de Monte Cristo. É um local lindíssimo, com águas cristalinas, que parecem de mentira.

A primeira capital de Malta foi Mdina, que hoje ainda possui casas residenciais, mas a maioria é para visitação. Mdina é uma cidade bem pequena, mas cheia de história para contar.

Hoje a capital de Malta é Valetta, onde fica o centro com lojas, museus da guerra, jardins etc. Mas a cidade que mais funciona a noite é St. Julians, com bares e boates abertas de segunda a segunda. Existem também muitas opções para quem gosta de restaurantes reservados com comidas de costumes e vinhos 🙂

Malta é tudo de incrível, quem vai uma vez quer sempre voltar. Um dia voltarei! :)”

malta 7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *